Dor Articular em Cães e Gatos e seu Tratamento Complementar

http://creatureclinic.com/wp-content/uploads/2014/05/arthritis.png

Pode ocorrer dor aguda ou crônica em qualquer cão. Independente de idade ou raça, lesões podem ocorrer, de ordem aguda ou crônica. Geralmente as lesões agudas são devido a algum traumatismo, ou por excesso de exercício sobrecarregando alguma articulação.

Geralmente a dor aguda é superada em poucos dias, algumas vezes necessitando de anti-inflamatórios, que podem ser derivados de corticóides ou os AINES, os anti-inflamatórios não esteroidais. Com eficácia comprovada, também são conhecidos os seus numerosos efeitos colaterais se utilizados de modo incorreto, ou se ocorrer hipersensibilidade ao fármaco.

Continue Reading →

Lágrima ácida em cães e gatos

 

É comum vermos cãezinhos, e alguns gatos apresentarem manchas avermelhadas ou marrons nos pelos  junto aos olhos. O nome disto chama-se epífora e tem várias causas.

Nos cães, as raças mais acometidas são Poodles, Maltês, Bulldog Inglês, Lhasa Apso e Shih Tzu e os gatos que também sejam braquicéfalos, isto é, aqueles que possuem o focinho achatado.

Este focinho mais curto, e o globo ocular mais saltado dificulta a drenagem da lágrima. A drenagem das glândulas lacrimais no cão é feita através de orifícios superior e inferior, um canalículo superior e inferior, um saco lacrimal pouco desenvolvido e um duto nasolacrimal. Qualquer destas partes pode ficar obstruída, ou por inflamações ou por estreitamentos que ocorrem desde o nascimento, sendo inclusive por erros de origem genética. Continue Reading →

Zoobiquidade

Termo criado pela cardiologista norte-americana Dra Barbara Natterson-Horowitz, é um neologismo contendo o prefixo “zoo” – relativo aos animais, e “ubiquidade” – que significa “está em toda parte, o tempo todo”.

Já vínhamos nos adaptando ao termo “Uma Só Saúde” (One Health). O conceito One Health foi divulgado pela primeira vez em 2007, através da colaboração entre a American Medical Association (AMA) e a Americal Medical Veterinary Association (AMVA) que criou uma estratégia mundial para a expansão de colaborações interdisciplinares e da comunicação em todos os aspectos dos cuidados de saúde humana e animal.Em 2008, a União Europeia abraçou este conceito e vem auxiliando a incrementar ações que tornem este conceito mais efetivo. Continue Reading →

Vitamina D e os felinos domésticos – parte II – Deficiência e Suplementação

 

Todos sabem da importância da Vitamina D em filhotes, para evitar o raquitismo, já que a mesma auxilia na fixação do cálcio, aumentando a absorção do mesmo no intestino, reduz a perda pela urina e facilita sua ligação aos ossos, com a ajuda do sol, no caso dos herbívoros e seres humanos. No entanto, cães e gatos  não conseguem transformar a vitamina D na sua forma ativa através do sol, eles necessitam ingeri-la no alimento. Continue Reading →

A Técnica de Liberdade Emocional (Emotional Freedom Technic -EFT) para curar animais

A Técnica de Liberdade Emocional, ou EFT, foi originalmente desenvolvida para as pessoas. É um método de cura que opera em sistema de energia do corpo, em vez de no próprio corpo. Ao contrário da massagem ou da acupuntura que envolve a aplicação de uma certa quantidade de força para determinadas áreas do corpo, a EFT usa uma técnica de leve toque.

O objetivo dos toques é enviar impulsos de energia de cura dos dedos e mãos para o sistema de energia do corpo. A EFT também envolve o uso de intenção e foco para direcionar a energia de cura para o problema a ser trabalhado.

O conceito fundamental desta terapia energética é: “A energia flui onde a atenção vai.” Como qualqueroutra terapia vibracional,é fundamental que a pessoa que a administra antes de tudo deve estar equilibrada energéticamente. Continue Reading →

Síndrome de disfunção cognitiva do cão idoso

 

A SDC é a deterioração relacionada à idade (a partir de 10-11 anos de idade), das habilidades cognitivas, caracterizadas por mudanças comportamentais nos cães.

Os sintomas de SDC não são sinais de um “envelhecimento normal”. O cão idoso sadio mantém a mesma personalidade, humor, e interatividade, respeitados limites da idade. Se ele está ficando esquecido, irritável, com descontrole de esfíncteres, mudanças de hábitos, pode estar havendo um comprometimento de suas funções cerebrais, num processo degenerativo semelhante ao que acontece com os seres humanos.

Um número de mudanças fisiopatológicas parecem ser responsáveis:

1) depósito de placas amilóides no córtex cerebral e no hipocampo

2) alterações nos neurotransmissores, incluindo a dopamina

3)  níveis aumentados de monoaminaoxidase   B (MAOB) no cérebro

4)níveis aumentados de radicais livres

Continue Reading →