Esporotricose e Homeopatia

A Esporotricose é uma micose cujo agente se chama Sporothrix schenckii .
Trata-se de uma micose que acomete os animais  domésticos e o homem, sendo portanto, uma zoonose.

 

IMG_20170201_1704580412

Gatinho com esporotricose, antes e após 3 semanas de tratamento           

              Os gatos são altamente suscetíveis a esta enfermidade, e seus sintomas surgem com locais com falta de pelo e depois progridem para erupções e úlceras com grande inflamação local, que depois podem se tornar sistêmicas, acometendo sistema linfático, respiratório e outros sistemas, inclusive com risco de morte.

            Os esporos de Sporothrix schenckii ficam no ambiente,  em espinhos de  roseiras e em velhos troncos apodrecidos. Os gatos se contaminam pelas brigas com outros animais contaminados ou ao adiar as unhas em madeira contaminada.

Existe tratamento curativo, desde que iniciado o mais precocemente possível. Porém, pode ocorrer que os gatos sejam portadores também de viroses imunossupressoras como Fiv ( Vírus da imunodeficiência felina), Felv  (Vírus da leucemia Infecciosa felina) ou Pif (Peritonite Infecciosa Felina), dificultando a cura.

4

Casos avançados são mais difíceis de curar

             Na visão vitalista, enfermidades graves como a esporotricose, podem ser auxiliadas quando se associam medicamentos homeopáticos adequados e individualizados, e outros chamados nosódios, substâncias obtidas a partir do agente etiológico, e manipuladas dentro das normas da Farmacologia Homeopática.

            Embora as melhores medidas sejam as preventivas, como castração dos felinos domésticos para diminuir o risco de brigas e o contato com possíveis agentes contaminantes, a higiene das casas e seus quintais, a atenção para qualquer alteração visível na  pele, a associação dos medicamentos alopáticos e a Homeopatia, traz a possibilidade de uma cura mais rápida e sem riscos de recidivas.

Sem querer estender muito o assunto, a Esporotricose tornou-se endêmica e em alguns lugares, e epidêmica em outros,  nos últimos tempos. Sua cura é determinada pelo diagnóstico e tratamento precoce.

                          O medicamento consagrado é o Itraconazol, por pelo menos quatro meses,porém em alguns casos, o tratamento se prolonga por muito tempo, até um ano ou mesmo mais. Eventualmente é necessário adicionar o iodeto de potássio e imunomoduladores. Infelizmente alguns tratamentos com itraconazol se mostram inócuos, sem ação efetiva, agravando o quadro. Nos casos mais renitentes e complicados, é aconselhável a utilização da Homeopatia, não substituindo mas para agir  em parceria, melhorando a resposta imunológica.

5BORIS 6Animal com esporotricose, antes e depois do tratamento, já curado (gatinho Boris)

By Leonora Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *