MEDICINA VETERINÁRIA INTEGRATIVA E COMPLEMENTAR E CASOS CRÔNICOS E INCURÁVEIS

Já abordamos este assunto, e vale a pena voltarmos a novas reflexões, pois as terapias vitalistas realmente auxiliam a dar conforto aos pacientes portadores de enfermidades limitantes, melhorando sua qualidade e vida e bem-estar.

               Terapias com homeopatia, acupuntura, florais, podem ser aplicadas individualmente ou conjuntamente, inclusive com a terapia convencional, se necessário. As terapias complementares ajudam a diminuir os efeitos da quimioterapia, permitem doses menores de medicamentos anticonvulsivos, hormônios, e outros que tenham efeitos colaterais deletérios. Aliviam o sistema orgânico em muitas ocasiões, e podem ser alteradas quantas vezes for necessário, para se adequarem ao influxo do tratamento.

               Acredito que a saúde é resultado de boa alimentação, bons tratos, disciplina, moradia limpa e segura, e uma ambiência de paz, tranquilidade, equilíbrio, bons pensamentos, boas energias, otimismo, Força, Fé.  Acredito que todos temos uma missão, um aprendizado e um objetivo, todo e qualquer ser vivo neste universo. Acredito que tudo é circular, o começo, o meio o fim, e o recomeço, e assim é o natural. O antinatural é não aceitar isso, enrijecer o tempo, antecipar ou querer estender uma condição….. Quando aceitamos que tudo é cíclico e eterno, os momentos são tão ricos, cheios de Luz, Paz, Saúde Vital….

               O ideal seria que não fossem necessários medicamentos, mas se de alguma maneira o sistema adoecer, medicamentos mais leves podem ter a chance de reequilibrar, por que não? E, se forem necessárias medidas drásticas, que se use, sabendo que seus efeitos colaterais podem ser um pouco amortecidos pelas terapias vitalistas, mas sempre se tendo uma consciência dos limites que às vezes estão além de nós…

               Tudo está nas mãos de uma Força Maior, mas se nosso caminho foi  buscar o alívio dos sofrimentos físicos, que ele possa ser iluminado pelo conhecimento destas terapias que auxiliam nossos amigos de pelos, nossos amigos de penas, todos eles, fornecendo medicamentos e protocolos terapêuticos de cada terapia, pedindo à Deus inspiração naquilo em se acredita, que é o Bem, a Luz e Paz.

O Vitalismo através do tempo aos dias de hoje e o Princípio Vital de Hahnemann

Ainda hoje há muita dificuldade em se aceitar que há outras formas de tratamento além da Medicina Convencional. Mas desde tempos imemoriais, na Antiga Grécia já existiam questionamentos entre o Materialismo e o Vitalismo, o Empirismo e o Idealismo. Atualmente, cada vez mais há pessoas interessadas em Terapias Integrativas e Complementares, preocupadas com preservação ambiental, com a questão do excesso de resíduos dos medicamentos, assim de seus efeitos colaterais, e ainda, seu custo. Além da Homeopatia, outras terapias vitalistas vêm se destacando, mas foi Hahnemann o grande divulgador, que conseguiu trazer até nós , passados mais de dois séculos, a Homeopatia e suas possibilidades de reequilíbrio, cura e prevenção.

Além disso, a questão vitalista nos faz refletir o que é afinal esta Energia vital, força vital, substância simples, princípio vital, chi que traz equilíbrio e conexão a tudo no Universo. Parte da grande Força Cósmica, quando observamos as curas efetuadas por medicamentos homeopáticos advindos de metais e minerais, como Silicea, Calcarea, Mercurius, Sulphur, Antimonium, Ammonium, Bromium, e tantos outros, substâncias quimicamente inanimadas, aos olhos do mundo tradicional, temos de parar e refletir que esta força, esta energia que a tudo permeia não está somente no interior dos seres vivos, mas onipresente, aguardando ser despertada, o que acontece após as diluições e sucussões da farmacotécnica….. Muita coisa além do nosso cotidiano, nossa rotina, se passa sem que por vezes se perceba. Vamos aprender a meditar mais sobre ânima, da qual somos feitos, o sopro da vida, e sobre esta vitalidade que pode curar…