Auto-hemoterapia em cães – ainda há muito a pesquisar

 

 

 

Método empírico utilizado pelos antigos médicos nas doenças auto-imune e naquelas de difícil resolução devido ao sistema imunológico deprimido, é muito utilizada na Medicina veterinária em animais de grande porte, notoriamente nas verrugas causadas pelo vírus da papilomatose.

Porém, recentemente mais estudos dentro da Medicina Veterinária, vem confirmando o real papel imunomodulador do procedimento. A autohemoterapia promove um estímulo proteico no caso de doenças inflamatórias, a partir da flebocentese de sangue venoso (coleta da veia cefálica ou jugular, nos animais de companhia) e imediata aplicação do mesmo por via intramuscular profunda, durante 3 semanas seguidas. Em bovinos retira-se cerca de 10ml de sangue, enquanto que nos cães, ainda não se chegou a um protocolo ideal, sendo que em geral se usa de 1 a 3ml de acordo com o peso do animal. Supõe-se que ao ser absorvido o sangue inoculado induz à formação de anticorpos específicos, no caso da papilomatose, conferindo cura total em três semanas. Também há relato de cura de Habronemose em equino.
Continue Reading →