Vitamina D e os felinos domésticos – parte I – Intoxicação

http://www.blogdalolipet.com.br/wp-content/uploads/2015/03/plantas-toxicas.png

 

http://site.amigonaosecompra.com.br/wp-content/uploads/2013/07/plantas-toxicas-bichos.jpg

 

A vitamina D é essencial na regulação do cálcio e fósforo nos mamíferos. Além disso, ela promove a retenção de cálcio, auxiliando na formação dos ossos, atividade dos nervos e controle muscular. Porém, se ingerida em excesso, uma vez que é lipossolúvel, e se acumula no tecido adiposo, pode causar sintomas de intoxicação. Gatos jovens e filhotes são os mais suscetíveis.

Mas não só por excesso inadvertido na suplementação vitamínica que poderá ocorrer intoxicação por vitamina D. Existe um tipo de raticida que tem exatamente este objetivo, matar o rato pela intoxicação por colecalciferol ( um derivado da vitamina D), e se estiver misturado a algo palatável, o gato poderá ingerir e se intoxicar também. Os sintomas ocorrem dentro de 12 a 36 horas e são: vômitos, fraqueza, depressão, falta de apetite, aumento da sede (polidipsia), aumento da quantidade de urina (poliúria), fezes escuras como alcatrão (contendo sangue), vômito com sangue, tremores musculares, dor abdominal, salivação excessiva. São sintomas que se parecem com os de outros produtos raticidas, e portanto sempre é importante informar o tipo de raticida que foi utilizado, se for possível, pois os tratamentos são diferentes. Uma vez atendido pelo médico veterinário, serão necessários exames de sangue para averiguar os parâmetros de cálcio e fósforo no organismo, que estarão aumentados, assim como as enzimas hepáticas e renais. Pode ocorrer deficiência de albumina, aumento da ureia e creatinina, presença de glicose na urina. Ocorre também destruição de plaquetas. Não existe antídoto específico.

As intoxicações também podem ocorrer por ingestão de plantas que contêm substâncias calcinogênicas(samambaias, manacá, mamona, várias plantas ornamentais) . Essas enfermidades naturais, também denominadas calcinoses, mimetizam o envenenamento por vitamina D em quase todos os aspectos. Uma das alterações patológicas mais importantes que se observam nos animais com hipervitaminose D é o comprometimento do sistema cardiovascular, sobretudo pela mineralização das artérias.

By Leonora Mello

 

Referências bibliográficas:

PEIXOTO,P; KLEM,MAP; FRANÇA, TN; NOGUEIRA,VA. Hipervitaminose D em animais. Pesq.Vet.Bras. vol.32 no7. Rio de Janeiro. July 2012

Plantas tóxicas de importância pecuária. Disponível em :http://rehagro.com.br/plus/modulos/noticias/ler.php?cdnoticia=1829

Plantas tóxicas http://portalmedicinafelina.com.br/plantas-toxicas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *