Doença Inflamatória Intestinal Felina

A DII (doença inflamatória intestinal) em gatos domésticos tem se tornado mais frequente, ou talvez, mais diagnosticada devido ao maior acesso aos meios de diagnóstico por imagem, sobretudo a ultrassonografia.

Podem ocorrer sintomas como diarreia, diminuição do apetite, náusea e vômitos, dores abdominais, e por vezes ocorrem complicações como a pancreatite e a tríade felina (que envolve inflamação em fígado, pâncreas e intestino delgado).

As causas de DII são variadas, pode iniciar pela presença de parasitas intestinais (vermes, Giardia sp, Criptosporidium, etc), corpo estranho não obstrutivo, naqueles gatos que costumam mastigar e engolir plástico e outras coisas não comestíveis, intolerância ou alergia alimentar, alteração na flora intestinal (pelo uso excessivo de antibióticos ou outros medicamentos). Pode se tornar crônica e vai adquirindo um perfil de doença autoimune, daí chamando-se enterite plasmocítica-linfocítica. Alguns autores relatam que casos crônicos sem tratamento, ou que não respondem bem ao tratamento, podem evoluir para linfoma intestinal.

É muito difícil fazer o diagnóstico diferencial de DII e de um quadro mediano de linfoma, que costuma ter um comportamento  de crescimento lento, perda da integridade das camadas internas, visualizado pela ultrassonografia, persistência dos linfonodos mesentéricos, e eventualmente metástases em outros órgãos.

O mais recomendado é iniciar o tratamento tão logo seja diagnosticada a doença inflamatória intestinal, com dieta hipoalergênica, probióticos e outros medicamentos, tentando descobrir as causas. A homeopatia pode auxiliar, e pode-se citar Arsenicum album, Mercurius cor, Podophylum, Gambogia, Iris versicolor, Sulphur, Veratrum, Colibacilinum…Para cada caso, com seus sinais e sintomas, poderá ser feita uma prescrição adequada, que irá aliviar os sintomas ou mesmo curar.

By Leonora Mello