Botulismo em Cães

CAPA LIVRO 2

ботулизм у живо

O botulismo é uma doença causada por uma toxemia sistêmica em vários animais domésticos, inclusive os cães, causadas por Clostridium botulinum. Não há relatos da doença em gatos.

 A toxemia associada a esta doença pode ser observada em cães que tenham consumido a exotonina botulínica tipo C, ou esporos da bactéria presente em carcaças de aves ou restos de comida. A toxina uma vez ingerida, é absorvida pelo sangue, e se liga aos terminais nervosos, bloqueando a liberação de acetilcolina. O resultado é uma paralisia muscular flácida, podendo levar à morte devido à parada cardiorrespiratória.

O Clostridium botulinum produz sete neurotoxinas potentes, mas apenas um tipo (tipo C, de BoNT / C) tem sido implicado em botulismo em cães.

Os sinais clínicos nos cães afetados são geralmente vagos inicialmente, porém em seguida ocorre rapidamente uma tetraparesia/tetraplegia progressiva, devido à disfunção dos nervo periféricos. Outros sinais como fraqueza facial, alteração da vocalização e comprometimento respiratório são comuns.

glavn

O diagnóstico pode ser através da identificação da toxina por teste ELISA no soro, fezes, vómito, ou amostras dos alimentos ingeridos. Muitas vezes, é difícil fazer um diagnóstico definitivo do botulismo, porque os níveis circulantes de toxina são frequentemente baixas, o material de origem pode estar ausente, e no Brasil ainda é difícil a disponibilidade destes testes para cães.

Os diagnósticos diferenciais incluem paralisia causada pelo carrapato, miastenia grave, intoxicação por picada de cobra coral, poliradiculoneuropatia idiopática aguda canina (paralisia do Coonhound) e envenenamento por lasalocida (aditivo utilizado na dieta de bovinos)

Eletromiografia e eletroneurografia são geralmente favoráveis ​​a um diagnóstico (mas não são fáceis de se obter no Brasil) e o tratamento é geralmente de suporte. Colocação de um cateter urinário é geralmente necessário pois geralmente ocorre  retenção. São indicados antibióticos de largo espectro, tal como cefalosporina de 15 mg / kg duas vezes por dia. tubo de alimentação gástrica são recomendados em cães disfágico. A maioria dos cães se recuperam em uma a duas semanas.

Por Leonora Mello

Traduzido e adaptado de:

http://www.vetbook.org/wiki/dog/index.php?title=Botulism

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *